quarta-feira, 14 de julho de 2010

ZERO HORA E CINQÜENTA E DOIS


Uma Poesia feita por Carlos Eduardo em um dia de frio...

"O frio chegando
de modo avassalador
veio mostrando
toda sua cor
as folhas a cair
o vento a soprar
o meu desinibir
a beleza contemplar
a noite gelada a me sorrir
os casais a se distrair
a xícara de chocolate quente
é apenas um ingrediente
de uma noite envolvente

As canções, as interpretações
simples emoções
de alguém sozinho
figuras marcantes
passeiam em minha mente
coisa comum
de um coração que sente
que se ressente de carinho
de gesto e do cantinho
onde a recordação
é essencial
onde a emoção
é primordial
lugar este
onde entrego-me com unhas e dentes
aos sentimentos mais ardentes
fazendo-me recordar
da música 'Ruas de Outono'
deixando me a suspirar
tentando encontrar
alguém que possa fechar
o vácuo que existe em mim
da palavra amar."

(C. Eduardo™)

terça-feira, 13 de julho de 2010

A ARTE DO BEIJO

Poesia de Carlos Eduardo o Cadu, com toda a sua inspiração falando de amor...


"Não se impressione:
um beijo pode ser revelador
tirar parte do seu rancor
e ao mesmo tempo
ser totalmente avassalador

Um beijo pode causar arrepio
desconcentrar, arrancar o frio
ser mais amável que uma canção
e deletar de sua mente aquela paixão

Pode ser doce como um reencontro
causar emoções de te deixar tonto
fazer-te flutuar sem tirar os pés do chão
fervilhar seus desejos como multiplicação
ou apenas dizer, sem utilizar a palavra ‘adeus’
que aqueles lábios nunca foram de verdade seus

Unir dois corpos em um
função agradável do beijo
troca de olhares antes deste ensejo
pequeno grande ensaio
antes do afago maior entre homem e mulher
onde o amor pode e tem que acontecer
e não propriamente usa-lo para seu bel prazer
pra que não fique o vazio de uma noite perdida
onde a primeira porta pra muitos é a saída
após horas de intenso carinho a calor
mas nada naquele lugar lembrou de fato o que é o amor.”

(C. Eduardo™)

terça-feira, 6 de julho de 2010

POR UMA MULHER


Esta é uma linda Poesia escrita por um grande amigo e excelente artista Carlos Eduardo o Cadu...

"Por uma mulher
já me despi de sentimentos
reabri meus melhores momentos
pra contar o que ela fez comigo...
mais do que amante e amigo

Por uma mulher
já corri riscos incalculáveis
me sobrepus ao amor de maneiras inviáveis
adquiri forças pra lutar por quem achava que poderia me amar
quando na verdade, estava apenas a me enganar e me magoar

O amor é mágico, é ilusório
é vital, e às vezes, transitório
enche de luz a vida deste simples escritor
se refaz a cada novo sabor
reencontra direção ao se redescobrir
eleva uma mulher ao persuadir
me condena, me irradia
pra ser seu servo noite e dia

Mulher, sou louco pela tua essência
mas neste instante, tira de mim a carência
pois quero esquecer a dor
de um falso amor
que me fez chorar e lamentar
as promessas mentirosas que fizeram-me acreditar."

(C. Eduardo™)

segunda-feira, 5 de julho de 2010

O TOQUE ENTRE AS MÃOS



Que pena tudo foi queimado, jogado fora...
Não resta mais nenhuma lembrança do nosso amor.
Amor inocente, amor sem limites...
Mas em minha memória ficou tantas coisas...
Hoje cedo lembrei o passado...
Uma canção veio à mente tão fugaz e estranha...
Ontem cortei caminho, passei naquela rua
Que um dia você me convidou para conhecer...
Foi bom, está tudo tão diferente...
Andando por entre as ruas fui lembrando de cada momento...
Lembra daquela esquina? Ainda continua a mesma...
Lembrei daquela chuva, como queria ter te amado debaixo daquela chuva...
Engraçado, havia alguém tocando um belo violão...
Meus pensamentos giraram em busca de você...
As pessoas também mudaram, não sabia nem ao menos onde era a sua casa...
Quando cheguei a frente ao lugar onde me despedi de você...
As lágrimas vieram sem ser convidadas...
Sei que posso escrever tudo novamente
contar este amor para quem quiser saber me lembro de cada detalhe teu...
Tua face, o gosto da tua boca, teu corpo quente, teu doce abraço...
Nossos corações batendo, um coração ao outro... teu sorriso inesquecível,
quero te dizer que não tive nem um amor parecido com este,
tão intenso e insano, nossos corações juntos batiam muito mais...
Sabe, ainda me lembro do teu toque por entre as minhas mãos...
Ocorreu um erro neste gadget