segunda-feira, 5 de julho de 2010

O TOQUE ENTRE AS MÃOS



Que pena tudo foi queimado, jogado fora...
Não resta mais nenhuma lembrança do nosso amor.
Amor inocente, amor sem limites...
Mas em minha memória ficou tantas coisas...
Hoje cedo lembrei o passado...
Uma canção veio à mente tão fugaz e estranha...
Ontem cortei caminho, passei naquela rua
Que um dia você me convidou para conhecer...
Foi bom, está tudo tão diferente...
Andando por entre as ruas fui lembrando de cada momento...
Lembra daquela esquina? Ainda continua a mesma...
Lembrei daquela chuva, como queria ter te amado debaixo daquela chuva...
Engraçado, havia alguém tocando um belo violão...
Meus pensamentos giraram em busca de você...
As pessoas também mudaram, não sabia nem ao menos onde era a sua casa...
Quando cheguei a frente ao lugar onde me despedi de você...
As lágrimas vieram sem ser convidadas...
Sei que posso escrever tudo novamente
contar este amor para quem quiser saber me lembro de cada detalhe teu...
Tua face, o gosto da tua boca, teu corpo quente, teu doce abraço...
Nossos corações batendo, um coração ao outro... teu sorriso inesquecível,
quero te dizer que não tive nem um amor parecido com este,
tão intenso e insano, nossos corações juntos batiam muito mais...
Sabe, ainda me lembro do teu toque por entre as minhas mãos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget