terça-feira, 26 de outubro de 2010

A Esperar


Escolhas me perseguem, noites mal dormidas
Os sonhos me apavoram me intrigam
e eu te vi neles e me torturei, pois tive medo
Medo da sua resposta, medo de não saber o que pensas
Atitudes insanas minhas eu sei, não sou capaz
Fugi e ainda fujo...
Quero chorar, mas as lágrimas não caem
Conquistas, dor... já tive demais
Meu desejo? te amar, mas não sei se amo
Tentei encontrar alguém, igual a você
o teu sorriso, a tua conversa não encontrei
Meu coração? está em pedaços e eu que pensava que estava tudo certo
Coloquei uma máscara em mim mesma para esconder a minha dor
cuidando e cuidando, mas menos de mim
Queria está contigo, mas tenho medo
Você foi a melhor coisa que já me aconteceu
é o meu jeito de viver o amor
cantar para ti, te fazer dormir
Seria a melhor maneira de me fazer feliz
Te fazer feliz, mas tenho medo
Coração sem rumo sem direção é assim que eu estou
Querendo me rasgar por dentro, te procurando por dentro
Queria tanto te ver, ver o teu olhar
Por que tem que ser assim?
Meus sonhos? Jogados ao vento, inconstantes, viajantes...
Eu te amei, mas não sei se amo ainda
o que me resta esperar, te esperar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget