sexta-feira, 26 de novembro de 2010

AMORES INIBIDOS




"Navego contra o mar
bem que eu queria estar agora
em abraços de calor
em um beijo sedutor

Tudo que eu mais queria
era estar amando um dia
que fosse...
pra sentir tudo de novo
pra vigorar no meu todo

Que uma paz que habita o meu ser
vai fazer valer a pena
num amor que me condena
a andar pelo vale da união
a seguir a tua direção

Faça meu corpo
flutuar por seu prazer
faça de minhas mãos
a doce presença de sua tentação
me proteja
com teu querer de não me deixar
e finque na tua pureza
toda vez que eu disser: ‘Vem me amar’
use-me como ponte ou elevação
pra passar pela serração
dos desejos contidos
do amores inibidos
da pós-valorização
a conquista
do excesso de caos
que te irrita
que haja um apogeu
a cada dia
e um objetivo
que possibilita
a supremacia de tudo o que se quer
como ter só você, mulher
como diva, musa inspiradora
como usurpadora
de meu melhor lado
pra estar sempre apaixonado”

(Kadu Oliveira™)


Uma linda poesia de alguém que há muito não postava e sempre tem aceitado meu convite para escrever. E só tem enriquecido esse pequeno espaço que fala de amor! um grande beijo Kadu!

OBRIGADO, VIDA MINHA




"Todas as luzes iram acender
quando o amor por aqui chegar
todas os detalhes irei escrever
pra minha memória redirecionar

Todas as cores irão vibrar
com a intensidade desse instante
vários sentimentos me colocar
como um raro amante

As canções mais sensíveis
parecerão meros relatos
de alguém que sofreu e se recuperou
do auge, da perda do amor
que me condicionou
a me tornar seu passageiro
devoto e mensageiro
das infinitudes que existem em cada relação
mostrando as diversidades
de cada coração

Se tornar introspectivo
as coisas do interior
fincam o objetivo
de viver novamente 'amor'
pois nada faria sentido
ter me magoado e esclarecido
todos os viés que me fizeram um dia chorar
mostrando que a paz e a alegria
estão perto de chegar

Obrigado, vida minha
por me dar a oportunidade
de ver toda essa realidade
de celebrar todos os sentimentos
pra ficar bem à vontade
reverenciar os bons momentos
e me amar de verdade."

(Kadu Oliveira™)

Outra linda poesia do meu querido e nobre de coração Kadu Oliveira, um amante incondicional do amor! bjos no coração meu amigo!

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Mulher de 30 (por Mário Prata)



Sei que muito já falei sobre à mulher de 30, sei que sou uma pré-balzaquiana - não precisa me lembrar, estou a caminho - , mas não resisti em postar este texto de Mário Prata sobre a mulher de 30. Ele mandou legal em suas palavras, certamente ele encontrou sua balzaquiana...


O que mais as espanta é que, de repente, elas percebem que já são balzaquianas.Mas poucas balzacas leram A Mulher de Trinta, de Honoré de Balzac, escrito há mais de 150 anos. Olhe o que ele diz: ‘Uma mulher de trinta anos tem atrativos irresistíveis. A mulher jovem tem muitas ilusões, muita inexperiência. Uma nos instrui, a outra quer tudo aprender e acredita ter dito tudo despindo o vestido. (…) Entre elas duas há a distância incomensurável que vai do previsto ao imprevisto, da força à fraqueza. A mulher de trinta anos satisfaz tudo, e a jovem, sob pena de não sê-lo, nada pode satisfazer’.

Madame Bovary, outra francesa trintona, era tão maravilhosa que seu criador chegou a dizer diante dos tribunais: ‘Madame Bovary c’est moi’. E a Marilyn Monroe, que fez tudo aquilo entre 30 e 40? Mas voltemos a nossa mulher de 30, a brasileira-tropicana, aquela que podemos encontrar na frente das escolas pegando os filhos ou num balcão de bar bebendo um chope sozinha. Sim, a mulher de 30 bebe. A mulher de 30 é morena. Quando resolve fazer a besteira de tingir os cabelos de amarelo-hebe passa, automaticamente, a ter 40.

E o que mais encanta nas de 30 é que parece que nunca vão perder aquele jeitinho que trouxeram dos 20. Mas, para isso, como elas se preocupam com a barriguinha! A mulher de 30 está para se separar. Ou já se separou. São raras as mulheres que passam por esta faixa sem terminar um casamento. Em compensação, ainda antes dos 40 elas arrumam o segundo e definitivo. A grande maioria tem dois filhos. Geralmente um casal. As que ainda não tiveram filhos se tornam um perigo, quando estão ali pelos 35. Periga pegarem o primeiro quarentão que encontrarem pela frente. Elas querem casar.

Elas talvez não saibam, mas são as mais bonitas das mulheres. Acho até que a idade mínima para concurso de miss deveria ser 30 anos. Desfilam como gazelas, embora eu nunca tenha visto uma (gazela). Sorriem e nos olham com uns olhos claros. Já notou que elas têm olhos claros? E as que usam uns cabelos longos e ondulados e ficam a todo momento jogando as melenas para trás? É de matar.

O problema com esta faixa de idade é achar uma que não esteja terminando alguma tese ou TCC. E eu pergunto: existe algo mais excitante do que uma médica de 32 anos, toda de branco, com o estetoscópio balançando no decote de seu jaleco diante daqueles hirtos seios? E mulher de 30 guiando jipe? Covardia. A mulher de 30 ainda não fez plástica. Não precisa. Está com tudo em cima. Ela, ao contrário das de 20, nunca ficou. Quando resolve, vai pra valer. Faz sexo como se fosse a última vez. A mulher de 30 morde, grita, sua como ninguém. Não finge.

Mata o homem, tenha ele 20 ou 50. E o hálito, então? É fresco. E os pelinhos nas costas, lá pra baixo, que mais parecem pele de pêssego, como diria o Machado se referindo a Helena, que, infelizmente, nunca chegou aos 30? Mas o que mais me encanta nas mulheres de 30 é a independência. Moram sozinhas e suas casas têm ainda um frescor das de 20 e a maturidade das de 40. Adoram flores e um cachorrinho pequeno. Curtem janelas abertas. Elas sabem escolher um travesseiro. E amam quem querem, à hora que querem e onde querem. E o mais importante: do jeito que desejam.

São fortes as mulheres de 30. E não têm pressa pra nada. Sabem aonde vão chegar. E sempre chegam. Chegam lá atrás, no Balzac: ‘A mulher de 30 anos satisfaz tudo’. Ponto. Pra elas.

Contos de Fadas para Mulheres do Séc. 21


Olhando os blog's da vida encontrei mais um texto maravilhoso do Luíz Fernando Veríssimo, certamente que em favor das mulheres.


Primeiro Conto
*
Era uma vez uma linda moça que perguntou a um lindo rapaz: – Você quer casar comigo? Ele respondeu: – NÃO! E a moça viveu feliz para sempre, foi viajar, fez compras, conheceu muitos outros rapazes, visitou muitos lugares, foi morar na praia, comprou outro carro, mobiliou sua casa, sempre estava sorrindo e de bom humor, nunca lhe faltava nada, bebia cerveja com as amigas sempre que estava com vontade e ninguém mandava nela. O rapaz ficou barrigudo, careca, o pinto caiu, a bunda murchou, ficou sozinho e pobre, pois não se constrói nada sem uma MULHER. FIM!!!

Segundo Conto
*
Era uma vez, numa terra muito distante, uma linda princesa independente e cheia de auto-estima que, enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo estava de acordo com as conformidades ecológicas, se deparou com uma rã. Então, a rã pulou para o seu colo e disse: -Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Mas uma bruxa má lançou-me um encanto e eu transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir um lar feliz no teu lindo castelo. A minha mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavarias as minhas roupas, criarias os nossos filhos e viveríamos felizes para sempre… E então, naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria e pensava: - Nem fo…den…do!

(por Luis Fernando Veríssimo)

Chove lá Fora


Lá fora gotas de saudades, vento frio e calmo...
Adormecer queria agora, mas a vontade que dá...
é de rasgar minha alma e introduzir o que de mim falta
Fazer meu desejo te procurar,
Silenciar e ao mesmo tempo gritar...
Aguçar meus sentidos, fazer paixão insana
Quebrar em meio a tempestade lá fora a fuga de não poder te amar
Vício? É te fazer bem...
Que o sol surja nesse momento e entre de uma vez no meu coração
Mas enquanto chove lá fora, vou pedir para você entrar
Ficar aqui comigo e esperar a chuva passar,
deixar essa chuva molhar o melhor de nós,
mais amor...
Folhas caem lá fora e o vento sopra, um sopro de inconstâncias...
Dor e água se misturam se unem
Preciso voltar a água e me misturar de vez, mas quero me misturar no teu âmago
e inventar algo melhor, levantar do chão e saltar sem mágoa
acabar com a tristeza sem falhas
ser igual e não maior, tintas derramadas no chão desenham a tua cor
Liberdade é me entregar e ser presa nos teus pensamentos
Sem defeitos nem dramas, sem segredos guardados
Cumplicidade enrolada a lealdade de ver
arranco os sonhos e jogo na rua em que a água arrasta com a força da chuva
Chuva onde estavas? Te procurei e me perdi e agora te achei é lindo te ver cair e ver a sensibilidade com que toca o chão
Meus olhos esperarão você passar e levar tudo que está envolvido o meu coração! Chuva...

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Destino


Sopraram os ventos e me vi diante de você...
E tudo voltou... a tua presença me fez bem
e eu me entreguei sem pensar, sem saber dos teus reais segredos
Foi sem pensar, mas sei que foi bom foi intenso...
Com paixão você também se entregou para mim
Melhor do que a primeira vez, foi loucura, foi doce
Foi quente, mágico, longe e perto...
Foi me permitir sentir...
Cada toque, cada palavra, o desejo latente...
Nossos corpos molhados, tua boca...
Destino? Não sei explicar, se me perguntares, não saberei responder
Foi melhor que o sonho...
Decorei tudo para guardar na lembrança...
Cada toque, as linhas do teu corpo, o teu respirar
Cada beijo...
E os pensamentos do passado e do presente...
As carícias transformadas em códigos...
Queria encontrar uma canção que descrevesse tudo em mim
Têm coisas que não precisam ser ditas a paixão falou por si
Nos pertencemos por momentos únicos, paixão independente
Como esquecer de algo tão especial?
Foi primavera, foi dizer que sim
Foi abrir os olhos e te ver
Me deixar ser tua e me sentir segura
voar e deslizar por entre os ventos
Perder o medo e poder dizer que contigo eu quis estar
Acreditar sem saber onde chegar, sem me preocupar
E que ventos soprem e que o destino aconteça
Tudo antes que o dia amanheça, nós dois!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Paixões Antigas


Sabe aquelas situações na sua vida que acabam se repetindo? Pois é... ainda mais quando uma paixão de muito tempo atrás, resolve bater a porta.

Como diria nosso querido Tim Maia:"Paixão antiga sempre mexe com a gente é tão difícil esquecer. Basta um encontro por acaso e pronto começa tudo outra vez..."
É realmente parece que o tempo não passou. Você reencontra a pessoa e é tudo igual.

Quando conversava com minha amiga Lucélia falamos sobre as paixões da adolescência. Digo paixão, por que na adolescência é repleta de entregas.
Acontece muito, você se apaixona pelo seu meu melhor amigo, depois você já gosta de outro e quando menos se espera você descobre que ele se apaixonou por você, mas no seu coração já é tarde você ama agora outra pessoa.

Quantas paixões a adolescência trás e é mais veloz do que na infância. E quando derrepente você rever essa pessoa, isso anos depois. Imagine só, você senta aí em um lugar legal desses para conversar com esse amigo(a). Conversam e o papo ainda é o mesmo. Incrível a intimidade é a mesma. Mas você percebe que o tempo passou tanto para você, como para a outra pessoa. E as coisas estão melhor agora há maturidade de ambas as partes. Sabe em meio a conversa vocês lembram de tudo, de como era boa a amizade, os amigos em comum, a família, como foi em todo esse tempo...

Tudo é melhor, vocês muito aprenderam com o passar do tempo, não é mais como a infância onde tudo é mágico e puro. Não, a realidade é outra agora. Vocês não estudam mais juntos. Cada um tem uma profissão diferente. Tomaram rumos opostos, se relacionaram com pessoas diferentes. E olha só, vocês agora já tem quase 30.

Quantas experiências vocês tiveram neste período distantes, tanto assunto para conversar, uma noite é pouca, mas o prazer de estar junto é tão bom que o tempo passa sem se ver. Você diz que tem saudades daquele tempo, mas está amando ver aquela pessoa do jeito que está agora. Claro, nessa hora a curiosidade bate e você se pergunta: como seria estar com essa pessoa?

Digo isso, por que você não quer saber só da vida desta pessoa, você quer saber como é o prazer de hoje estar ao lado afetivamente.
Bom digamos, que na adolescência tinha o fogo da paixão, o prazer era intenso, cheio de cala frios e tremedeiras.E é claro agora é diferente você é mais segura(o), sabe que "o amor"(risos) vai ser bem melhor!

E realmente é! tão bom que você nem imaginava que esse reencontro fosse tão fascinante.Foi completo, por que vocês foram para um outro lugar e se deram a liberdade de outra vez se tocarem, o beijo ainda é o mesmo!Mas fazer amor é ainda melhor(risos). Depois do amor vocês lembram daquele filme que assistiram na escola, o filme? Antes do Amanhecer...

Esse filme - Antes do Amanhecer, fala de um casal que se conhece por acaso dentro de um trem e passam momentos maravilhosos juntos em Viena. E prometem um ao outro de se verem depois, para recordarem tudo e viverem intensamente outra vez...

Nessa hora,... vocês estão de mãos dadas e dando boas risadas de tudo... Bom e o final se decide depois, se ambos são maduros deixa as coisas acontecerem. Sabe, vou dizer algo, depois de tudo você se pergunta: "Como seria se tivéssemos nos dado o prazer de ficarmos juntos? Mas não se pode voltar atrás, então agora é só aproveitar, deitar e deixar rolar!

Dedico esse texto a você Lucélia e é claro há uma pessoa muito especial...A.K.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Sorrisos


Ontem saímos da aula com meus amigos Mosqueteiros - é aquela estória de um por todos, todos por um - saímos sem rumo e sem direção e acabamos no mesmo lugar. Já virou escritório "o tabernas". No meio do caminho, dentro do carro do Andrey, a nossa querida Bruna - uma das integrantes mais intrigantes de todos os mosqueteiros - falou algo de que ninguém dobrava ela, isso depois de um comentário meu:"...a Bruna tem um jeito tão mandona!" Bom aí nossa outra integrante dos Mosqueteiros, a Roberta, respondeu rapidamente: É eu sei quem é que te dobra e faz um origame!
Nessa hora, todo mundo deu muitas risadas, o Andrey amou a frase da Roberta!
Só sei dizer que lá, fora os risos, em meio as músicas do Christian e Ralf, cantadas pelo Mauro, comecei a transcorrer a caneta em um lenço de papel que estava sobre a mesa e falei sobre Sorrisos, mas havia muita tristeza na poesia. Esqueci a poesia lá, por isso não dá para postar!
E foi essa a noite! Maravilhosa Noite!

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Vento no Litoral


Sonhei com ele e passei a manhã lembrando...
Engraçado é que desenterrei por alguma causa. É... a pessoa que mais se assemelhava a ele não houve circunstâncias convenientes para que fosse algo especial.Talvez seja por isso desenterrar o passado. Essa para mim é a música que nos descreve. Olhei suas fotos e vi que em uma delas ele viu o mar e segurava uma estrela do mar, tudo bem não era um cavalo marinho, mas pensei será que nessa hora ele lembrou de tudo? Quando viu aquelas águas? Eu certamente me lembraria. Por mais que estivesse ao meu lado outra pessoa pensaria nele e lembraria de cada palavra. Há o amor! Vai entender!?

Legião Urbana
Composição: Renato Russo

De tarde quero descansar
Chegar até a praia e ver
Se o vento ainda esta forte
E vai ser bom subir nas pedras

Sei que faço isso pra esquecer
Eu deixo a onda me acertar
E o vento vai levando
Tudo embora...

Agora está tão longe
ver a linha do horizonte me distrai
Dos nossos planos é que tenho mais saudade
Quando olhávamos juntos
Na mesma direção
Aonde está você agora
Alem de aqui dentro de mim...

Agimos certo sem querer
Foi só o tempo que errou
Vai ser difícil sem você
Porque você esta comigo
O tempo todo
E quando vejo o mar
Existe algo que diz
Que a vida continua
E se entregar é uma bobagem...

Já que você não está aqui
O que posso fazer
É cuidar de mim
Quero ser feliz ao menos,
Lembra que o plano
Era ficarmos bem...

Eieieieiei!
Olha só o que eu achei
Humrun
Cavalos-marinhos...

Sei que faço isso
Pra esquecer
Eu deixo a onda me acertar
E o vento vai levando
Tudo embora...

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

MSN'S


Realmente é um barato esse lance de msn. Quando comecei acessar achava tudo meio estranho, mas depois cai na onda. Aí um "amigo", amizade meio colorida, o Dr. William me manda um e-mail com o texto do querido Arnaldo Jabor, que já sou fã de carteirinha, sobre o msn. O barato da questão é que tinha acabado de escrever: "Clube da Luluzinha, muito filme româtico e muita pipoca". Fiz uma análise de mim mesma: Solteiras, desesperadas, querendo chorar e engordar...Claro que não é essa a verdade, isso seria alguém que analisasse minha frase. Na verdade estou vivendo a melhor fase da minha vida, estou amando está sozinha, nunca tinha me dado essa chance. E certamente minhas amigas também!(risos)


MSN'S
por Arnaldo Jabor

Sempre odiei o que a maioria das pessoas fazem com os seus MSN's.
Não estou falando desta vez dos emoticons insuportáveis que transformaram a leitura em um jogo de decodificação, mas as declarações de amor, saudades, empolgação traduzidas através do nick.

O espaço 'nome' foi criado pela Microsoft para que você digite O NOME que lhe foi dado no batismo. Assim seus amigos aparecem de forma ordenada e você não tem que ficar clicando em cima dos mesmos pra descobrir que 'Vendo Abadá do Chiclete e Ivete' é na verdade Tiago Carvalho, ou 'Ainda te amo Pedro Henrique' é o MSN de Marcela Cordeiro. Mas a melhor parte da brincadeira é que normalmente o nick diz muito sobre o estado de espírito e perfil da pessoa. Portanto, toda vez que você encontrar um nick desses por aí, pare para analisar que você já saberá tudo sobre a pessoa...

'A-M-I-G-A-S o fim de semana foi perfeito!!!' acabou de entrar. Essa com certeza, assim como as amigas piriguetes (perigosas), terminou o namoro e está encalhadona. Uma semana antes estava com o nick 'O fim de semana promete'. Quer mostrar pro ex e pros peguetes (perigosos) que tem vida própria, mas a única coisa que fez no fim de semana foi encher o rabo de Balalaika, Baikal e Velho Barreiro e beijar umas bocas repetidas.
O pior é que você conhece o casal e está no meio desse 'tiroteio', já que o ex dela é também conhecido seu, entra com o nick 'Hoje tem mais balada!', tentando impressionar seus amigos e amigas e as novas presas de sua mira, de que sua vida está mais do que movimentada, além de tentar fazer raiva na ex.

'Polly em NY' acabou de entrar. Essa com certeza quer que todos saibam que ela está em uma viagem bacana. Tanto que em breve colocará uma foto da 5ª Avenida no Orkut com a legenda 'Eu em Nova York'. Por que ninguém bota no Orkut foto de uma viagem feita a Praia-Grande - SP ?

'Quando Deus te desenhou ele tava namorando' acabou de entrar. Essa pessoa provavelmente não tem nenhuma criatividade, gosto musical e interesse por cultura. Só ouve o que está na moda e mais tocada nas paradas de sucesso. Normalmente coloca trechos como 'Diga que valeuuu' ou 'O Asa Arreia' na época do carnaval.

Por que a vida faz isso comigo?' acabou de entrar. Quando essa pessoa entrar bloqueie imediatamente. Está depressiva porque tomou um pé na bunda e irá te chamar pra ficar falando sobre o ex.

' Maria Paula ocupada prá c** ' acabou de entrar. Se está ocupada prá c**, por que entrou cara-pálida? Sempre que vir uma pessoa dessas entrar, puxe papo só pra resenhar; ela não vai resistir à janelinha azul piscando na telinha e vai mandar o trabalho pro espaço. Com certeza.

'Paulão, quero você acima de tudo' acabou de entrar. Se ama compre um apartamento e vá morar com ele. Uma dica: Mulher adora disputar com as amigas. Quanto mais você mostrar que o tal do Paulão é tudo de bom, maiores são as chances de você ter o olho furado pelas sua amigas piriguetes (perigosas).

'Marizinha no banho' acabou de entrar. Essa não consegue mais desgrudar do MSN. Até quando vai beber água troca seu nick para 'Marizinha bebendo água'. Ganhou do pai um laptop pra usar enquanto estiver no banheiro, mas nunca tem coragem de colocar o nick 'Marizinha matriculando o moleque na natação'.

' < . ººº< . ººº< / @ || e $ $ ! || |-| @ >ªªª . >ªªª >' acabou de entrar. Essa aí acha que seu nome é o Código da Vinci pronto a ser decodificado. Cuidado ao conversar: ela pode dizer 'q vc eh mtu déixxx, q gosta di vc mtuXXX, ti mandá um bjuXX'.

'Galinha que persegue pato morre afogada' acabou de entrar. Essa ai tomou um zig e está doida pra dar uma coça na piriguete que tá dando em cima do seu ex. Quando está de bem com a vida, costuma usar outros nicks-provérbios de Dalai Lama, Lair de Souza e cia.

'VENDO ingressos para a Chopada, Camarote Vivo Festival de Verão, ABADÁ DO EVA, Bonfim Light, bate-volta da vaquejada de Serrinha e LP' acabou de entrar. Essa pessoa está desesperada pra ganhar um dinheiro extra e acha que a janelinha de 200 x 115 pixels que sobe no meu computador é espaço publicitário.

'Me pegue pelos cabelos, sinta meu cheiro, me jogue pelo ar, me leve pro seu banheiro...' acabou de entrar. Sempre usa um provérbio, trecho de música ou nick sedutores. Adora usar trechos de funk ou pagode com duplo sentido. Está há 6 meses sem dar um tapa na macaca e está doida prá arrumar alguém pra fazer o servicinho.

'Danny Bananinha' acabou de entrar. Quer de qualquer jeito emplacar um apelido para si própria, mas todos insistem em lhe chamar de Melecão, sua alcunha de escola. Adora se comparar a celebridades gostosas, botar fotos tiradas por si mesma no espelho com os peitos saindo da blusa rosa. Quer ser famosa. Mas não chegará nem a figurante do Linha Direta.

Bom é isso, se quiserem escrever alguma mensagem, declaração ou qualquer coisa do tipo, tem o campo certo em opções 'digitem uma mensagem pessoal para que seus contatos a vejam' ou melhor, fica bem embaixo do campo do nome!! Vamos facilitar!!!!
Ocorreu um erro neste gadget