terça-feira, 23 de novembro de 2010

Destino


Sopraram os ventos e me vi diante de você...
E tudo voltou... a tua presença me fez bem
e eu me entreguei sem pensar, sem saber dos teus reais segredos
Foi sem pensar, mas sei que foi bom foi intenso...
Com paixão você também se entregou para mim
Melhor do que a primeira vez, foi loucura, foi doce
Foi quente, mágico, longe e perto...
Foi me permitir sentir...
Cada toque, cada palavra, o desejo latente...
Nossos corpos molhados, tua boca...
Destino? Não sei explicar, se me perguntares, não saberei responder
Foi melhor que o sonho...
Decorei tudo para guardar na lembrança...
Cada toque, as linhas do teu corpo, o teu respirar
Cada beijo...
E os pensamentos do passado e do presente...
As carícias transformadas em códigos...
Queria encontrar uma canção que descrevesse tudo em mim
Têm coisas que não precisam ser ditas a paixão falou por si
Nos pertencemos por momentos únicos, paixão independente
Como esquecer de algo tão especial?
Foi primavera, foi dizer que sim
Foi abrir os olhos e te ver
Me deixar ser tua e me sentir segura
voar e deslizar por entre os ventos
Perder o medo e poder dizer que contigo eu quis estar
Acreditar sem saber onde chegar, sem me preocupar
E que ventos soprem e que o destino aconteça
Tudo antes que o dia amanheça, nós dois!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget