sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Sorrisos


Ontem saímos da aula com meus amigos Mosqueteiros - é aquela estória de um por todos, todos por um - saímos sem rumo e sem direção e acabamos no mesmo lugar. Já virou escritório "o tabernas". No meio do caminho, dentro do carro do Andrey, a nossa querida Bruna - uma das integrantes mais intrigantes de todos os mosqueteiros - falou algo de que ninguém dobrava ela, isso depois de um comentário meu:"...a Bruna tem um jeito tão mandona!" Bom aí nossa outra integrante dos Mosqueteiros, a Roberta, respondeu rapidamente: É eu sei quem é que te dobra e faz um origame!
Nessa hora, todo mundo deu muitas risadas, o Andrey amou a frase da Roberta!
Só sei dizer que lá, fora os risos, em meio as músicas do Christian e Ralf, cantadas pelo Mauro, comecei a transcorrer a caneta em um lenço de papel que estava sobre a mesa e falei sobre Sorrisos, mas havia muita tristeza na poesia. Esqueci a poesia lá, por isso não dá para postar!
E foi essa a noite! Maravilhosa Noite!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget