quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Navegar


Não conheço o calor dos teus braços, mas sim os teus abraços
Abraços singelos onde encontro calma...
Você faz parte dos meus sonhos que as vezes acho distantes
é a minha ilusão favorita, que desejo ser realidade
Eu me contorço em detalhes para fazer-te bem
Quero cantar para ti a mais linda canção,
que envolva a tua alma, que deleite teu espírito
que te faça voar e me faça bem
Bem em ver o teu sorriso, a tua calma
Poderia te arrancar fúria, mas quero calma
Ver-te como teu nome é... paz
Paz que me aqueça no inverno
Que me dê arrepios no verão
Já enfrentamos vendavais,marés altas
que hoje seja águas tranquilas
Que compartilhe o melhor, o que vier
Quero navegar nos oceanos mais longínquos da tua alma
Eu
Navego e sinto Paz...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget