quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Verona (?)



Do alto te procuro, Romeu!

 Te busco pela cidade, caminho pelas ruas e mais estreitas vielas. Nos imagino em Verona...
Cidade dos amantes, dos amores impossíveis
Onde andará você que rouba minha paz e meus pensamentos?

Pergunto e não tenho respostas.
Eu já sei quem é você, mas finjo que não sei!
Não quero sofrer mais
Já sei quem você é aquele que visita meus sonhos
Que faz a minha mente virar do avesso
Que mesmo longe esquenta meu interior
Confortando-me em meio ao caos

Quero viver a mais linda história contigo
Presenteie-me com a mais linda história aquela que faria inveja até mesmo a Shakespeare
Sem mortes, mas cheia de vida e desejos...
Quero olhar as estrelas contigo e ver o quanto a vida pode ser bela

Quero ser a tua companheira,
Pois até a Lua tem companhia...
Quero passear contigo e nas gôndolas da vida
Ver nossa história embarcar
E ao navegar por águas calmas...
Que seja Deus aquele que nos guie...

Quero ser tua Julieta e ver...
E ouvir da tua boca: “Minha amada Julieta...”
Vou te fazer bem, vou velar teu sono
Percorrer meus dedos em teus cabelos...

Tudo terá o cheiro de amor, luzes e cores.
Olharei em teus olhos, tocarei sua face carinhosamente...
E direi:
“Meu lindo e amado, Romeu...

Como você demorou.
Mas hoje sei que cada fração de segundo nos foi válida
Cada sorriso seu me oferta metades inteiras de paz,
Cada olhar me leva aos extremos...

Hoje é a tua presença que me completa,
Pois cada dia de tua ausência me escarnecia.
Obrigada amor meu, obrigada por me trazer de volta,
Por ressuscitar-me...
Meu querido e amado Romeu...”

Por: Luana Lima e Jahnnyne Lima

domingo, 27 de novembro de 2011

O teu "Eu" no meu hoje



Hoje te escrevi por mais que você não saiba porque te senti naquele arrepio.

O aqui e o agora não costumam tratar do ontem, mas neste hoje quero recordar... Afinal, o ontem me trouxe novos tons, sons e me trouxe você em meio os acordes vivos.

Eu que sempre preferi falar sobre certezas e sentimentos frustrados, hoje sinto a necessidade de te escrever sobre incerteza.

....

Em um apático mês de trinta e um dias, eis que você me aparece como um contato instigante. Como as demais pessoas do segundo semestre, Deus também te trouxe nos braços, mas algo diferente brilhou em torno de ti. Mas até então ainda havia resquícios de outro astro.

Sem alarde cê foi se mostrando chatamente belo e me rendeu boas madrugadas, depois me rendeu sorrisos abertos e piscar demorado. Me veio com ensinamentos, percebeu ciúmes e me ganhou com sua simplicidade.

Agora só resta o receio de novamente me deixar levar pela atração de um imã ilusório e pedir a Deus para que o tempo de busca tenha chegado ao fim. Até porque sua chatice bate com a minha, sua calma e seriedade apresentam-se como refúgio a minha inquietação e é sua gargalhada que me põe um sorriso torto na cara.

p.s.: to com medo de estar, realmente, gostando de você!

Dos quereres



Ao meu bem querer:

Quisera eu por muito estar em meio aos teus braços
e sentir o pulsar de seu peito.
Quisera admirar-te e poder declarar-me sem mais.
Quisera eu estar em sua companhia, tocar teu corpo e sentir teus lábios.
Quisera eu ser o teu par, tua singular intensidade...
Quisera poder, enfim, ter seus desejos a mim confiados,
saciar-te e ser saciada.
Quisera ser aquela tua meta, tua vontade,
tua escolhida, teu alento e o teu desejo mais insano.
Quisera ser aquela que tem presença em teus pensamentos.
A dona dos teus carinhos, aquela que te inspira.
Quisera agora ser tua emoção, tua liberdade, teu amor, teu devaneio.
Quisera eu ter te conhecido antes e não ter de te esperar,
pois sou aquela que se encanta com teu sorriso acanhado...
Vamos, abaixe seu escudo e me oferte seu sim,
sua risada mais gostosa, o calor de teu corpo...
Permita-me e juntos transporemos os limites.

Coração




Te ver e ouvir me fazem bem...
Dissestes pra mim que seu coração está aberto...
O meu também está...
Tuas palavras são códigos que tento decifrar
Teus sentimentos confusos perturbam a minha alma

O teu olhar diz coisas boas, mas as palavras da tua boca...
As vezes você me diz sim e as vezes não
Queria saber teus pensamentos...
Você me deixa solta e as vezes não

Saudades dos teus abraços, dos teus beijos
Os teus elogios me fazem voar...
Mas você volta e diz que não existe mais
E esse coração quer que você entre e se sinta a vontade

Esse coração quer te amar, ser seu cúmplice
Te dar carinho, te dizer palavras boas
Te proteger e te esconder quando precisar
Esse coração tem te esperado e está desesperado pra saber...

Se vai ficar ou vai embora
E quando você disser "vou ficar"
Ele vai saltar de felicidades
E vai dizer já não via hora te dizer te quero pra sempre...

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Não Vejo a Hora



Essa saudade de você me inebria a alma...
Esse querer me faz bem
Por que não poderia te amar?
Se eu me lembro dos teus beijos, já te quero novamente

Quero te sentir ainda por uma noite
E ver meu corpo nas tuas mãos...
Como vai ser bom...
Me enroscar nos teus braços e me entregar

Vou me soltar inteira pra ti
Sentir tua boca beijar meus pés
Já estou com saudades
Desses teus beijos que me arrepiam a pele...

Não vou falar mais nada meus pensamentos vão te buscar
e a saudade fala por si e meu corpo já não ver a hora de te encontrar...
Vou te esperar para viver mais uma emoção contigo
Não vejo a hora...

Único Destino, Única Viagem




"Não é possível ficar impune as coisas do coração
é bem provável que aconteça de novo
quando se busca com a alma, e não pelo prazer momentâneo
o cupido te privilegia, e te torna incomum
alguém com alto grau de dignidade
que fará do amor, principal fator
no encontro com a felicidade

Muitas vezes, o medo de sofrer
traz obstáculos que você não pode ver
condena sua beleza interior
caminhos de solidão e rancor...
o que deve ser feito é não desistir
purificar os sentimentos e se diluir
concatenar o coração para fatos de bom agrado
e deixar o que foi e o que há de ruim no passado

Torne-se mais forte para tudo o que se faz com a alma
traga o mais nobre delírio, e devolva toda aquela calma
que outrora existia, nos mais doces afagos de amor, de sincera paixão
mas que agora se fazem ausente, e deixam-me em subtração

Amar não é contar vantagem
é o eterno namoro, única passagem
único destino, única viajem...
que o amor venha e vislumbre o que há de bom em mim
e fecunde suas raízes e sua sensibilidade sem fim".

(C. Eduardo™)

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Ilusões




Não quero mais uma ilusão
Chego a pedir à Deus para arrancar esse sentimento do meu peito
Monotonia essa vida assim
As incertezas e preocupações...
Não quero mais gerar expectativas

Quero paz dentro de mim...
Descansar...
Estou cansada dessa escravidão a um sentimento surreal
Já chega...
Quero saltar, aliviar a dor que cheira a morte

Quero Paz...

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Se Chover Hoje a Tarde




"Tenho uma grande obsessão
pelo amor em sua plenitude
por seu episódio, sua razão
seu glamour e sua infinitude

A clemência por lábios de maçã
não cessaram pela manhã
as carícias de mulher
do jeito que assim fizer
aquele olhar avassalador
terás ternura no seu calor
no encontro de palavras e atitude
na sua emoção, que me confunde

Se chover hoje a tarde
saiba que penso em você, amor
pois a recordação de você, amor
se faz necessária com todo fervor
pois nada que transborda amor
se faz chato ou repetitivo
me faz é ficar mais intuitivo
concentrado, reflexivo
por todas as vezes que eu 'me' fizer amor
deixando claro a quem quiser sentir este sabor

Me dê as chaves do seu coração
deixe-me abri-lo
entrar, te desvendar, te sucumbir
caracterizando
o amor que aqui se faz existir."

(C. Eduardo™)

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Esclarecendo a Si Mesma




"Nenhuma palavra que eu escrever ou disser
irá substituir o carinho que há em você, mulher
nada que vai e vem em minha mente
me deixará menos transparente
de desejos em noites ao seu lado
que podem deixar bobo e apaixonado
todo e qualquer coração carente
que vagueia em sua frente
pra chamar sua atenção
pra abrir as portas de sua emoção

Nada que transpire sentimento
pode ser desativado em nenhum momento
tem que ser é colocado como algo de extrema importância
diante deste mundo de caos, sem nenhuma relevância (...)

Nada que eu fizer, irá tirar de minha memória
pessoas presentes em minha história
pois seria ridículo dizer não
a todo amor que foi me dado
e não é que eu queira viver do passado
mas certas recordações fazem-se necessárias
pra que não se perca a sensibilidade
a compreensão do amor e da realidade
de que você é mais importante que qualquer depressão ou solidão
qualquer diagnóstico de fúria ou frustração...

Nada em minha expressão facial
dirá o quanto quero o incondicional
o extraordinário, o espetacular
o avassalador, o que vem pra rasgar...
toda palavra de insanidade:
saudade, crueldade...
tire isso de mim
e coloque de volta o amor aqui, sem pestanejar
pela ternura do momento
pelo brilho de algum lugar''.

(C. Eduardo™)

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Abrindo o Coração, Sempre...





"Nunca vivi de aparências
sempre fui este ser
que evita as exigências
e que sonha a cada amanhecer

Espero ter caráter
pra fazer as escolhas certas
pra não andar por ruas desertas
pra perceber que não há
em minha existência
algo que traga
dor na consciência

Espero ter honestidade
juntamente com a dignidade
pra ser dedicado
pra fazer o meu lado
uma luta por um ser melhor
pra não me sentir assim tão só

Espero ter personalidade
pra não me levar pela futilidade
de coisas sem sentido
pra não prejudicar a migração
de uma boa reputação

E desejo amar
de forma peculiar
quem assim quiser
e fizer por onde
pra felicidade
ficar sempre próxima
a mim
pra prosperidade
ter sua moradia
sem fim
afinal, não estou aqui de bobeira
e sim vivendo uma emoção verdadeira".

(C. Eduardo™)

Vai Passar


Se era isso que queria fazer conseguiu...
Machucar esse pequeno coração que sangra
Mentiras que me destroem, que me matam mais uma vez
Deitei ao chão e olhei pela porta
O lindo céu azul e vi nuvens brancas
Elas formavam um coração... e logo se desfez no ar...

É assim que está o meu desfeito
Sem esperanças, você conseguiu
Queria muito ter te amado, mas não tive a mera chance
O pequeno sentimento que existia foi destruído
Pelas tuas palavras mordazes...

E o que eu queria?
Te contar algo, ter teu abraço
Somente um belo carinho
Ver teu sorriso...

Tudo bem, vai ficar tudo bem
Não tive a intenção de te provar nada
Nem de te pressionar contra o chão
Estou no chão e vejo uma nuvem em forma de anjo

Estou bem... vai passar...
Colocarei minha máscara e tudo ficará bem...
Ocorreu um erro neste gadget