domingo, 27 de novembro de 2011

Dos quereres



Ao meu bem querer:

Quisera eu por muito estar em meio aos teus braços
e sentir o pulsar de seu peito.
Quisera admirar-te e poder declarar-me sem mais.
Quisera eu estar em sua companhia, tocar teu corpo e sentir teus lábios.
Quisera eu ser o teu par, tua singular intensidade...
Quisera poder, enfim, ter seus desejos a mim confiados,
saciar-te e ser saciada.
Quisera ser aquela tua meta, tua vontade,
tua escolhida, teu alento e o teu desejo mais insano.
Quisera ser aquela que tem presença em teus pensamentos.
A dona dos teus carinhos, aquela que te inspira.
Quisera agora ser tua emoção, tua liberdade, teu amor, teu devaneio.
Quisera eu ter te conhecido antes e não ter de te esperar,
pois sou aquela que se encanta com teu sorriso acanhado...
Vamos, abaixe seu escudo e me oferte seu sim,
sua risada mais gostosa, o calor de teu corpo...
Permita-me e juntos transporemos os limites.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget