quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Superei




Te vi hoje e consegui te ver sem tremer
Consegui apertar a tua mão e ver teu olhar sem estremecer...
Quanto tempo...
Teu olhar é ainda o mesmo, leviano e sedutor

Mas foi bom te ver, tocar tua mão e te sentir sem nenhum dano
Sorrir pra ti e te olhar nos olhos sem medo, sem disfarçar
Consegui te esquecer, mas foi um amor bom
Ou melhor foi ternura...

O quanto que eu dependi de ti
Quanto que eu chorei por ti
E hoje podemos sorrir um para o outro
Eu vi seu olhar de desejo

Você não consegue disfarçar
Que bom que podemos nos olhar nos olhos
Tinha que ser naquele lugar que um dia nos prometemos
Naquele lugar que um dia meu coração bateu por você

O tempo passou, mas você continua o mesmo
Quero te dizer que valeu a pena ter te amado
Te desejado, vejo que está feliz
E isso ainda me faz feliz

Você fez parte da minha história
E que bom que hoje eu consigo dizer
Até logo...
Que bom que você fez parte da minha vida
E eu te amei...Tudo vai ser mais fácil agora

Me sinto livre, eu te superei...

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Tristezas



As dores não passam e dos meus olhos só saem lágrimas
A angústia que atormenta a alma...
Será mesmo que um dia vou te revirar de paixão...
Será mesmo eu?

As horas passam e a tristeza aumenta
Meu coração fica pequeno de tanta dor...
Se eu imaginasse que fosse assim não atravessaria sua vida
Me esconderia...
Tem sido um preço alto sentir o que sinto por você

E me fazes mal e me despreza, abandono, ilusão
Queria afogar toda essa tristeza, quero te esquecer,
Mas tem sido tão difícil
Que Deus me ajude, pois não quero mais sofrer

Quero dizer adeus e partir...
Dói demais te ter a alcance dos olhos
Mas quem sabe a manhã chegue e eu te esqueça?
Quem sabe essa tristeza vai embora?

A dor é tão grande que apaga minha visão
Preciso me achar, preciso me encontrar...
Vai passar... Tudo vai passar...

domingo, 25 de dezembro de 2011

Natal



Lembrei da minha infância nessa madrugada, da árvore na frente de casa cheia de lâmpadas de todas as cores.
Meu pai colocava as lâmpadas no começo do mês de dezembro e as luzes refletiam ao tapete de flores que se formava ao redor da árvore. Certamente, ficava a olhar aquelas luzes e meu coração era repleto de esperanças. Ficava imaginando coisas boas e pedindo para Deus coisas boas para as pessoas que eu amo. Época que me traz saudades.
Minhas amigas e eu tomávamos vinho com maça escondido por debaixo da mesa (risos). Pessoas rindo, música,comida na mesa, presentes e os nossos sorrisos de criança. Contava os dias para que chegasse o natal. Agora vejo essa mesma alegria pelos olhos do meu filho.
Apesar de não haver mais o mesmo sabor pra mim, por que a realidade é tão dura, olhar através dos olhos do meu filho me faz relembrar o quanto era cheio de significados o natal.
Um pequeno carro pra ele é felicidade e ele tem um coração grato a tudo que recebe.
Mas o melhor é que ele já entende que a comemoração maior é de que uma criança nasceu entre os homens e nunca mais o mundo foi o mesmo e que hoje meu pequeno filho e eu podemos ter salvação através do nome dessa pequena criança que veio ao mundo como príncipe da paz... Jesus! Deus eu te amo acima de tudo até mesmo do meu filho e de tudo o mais. Como sou grata a ti. Te amo Jesus!

Nathan você é meu presente filho e como eu sou feliz por te ter... Eu creio nossas vidas vão ser melhor nesse novo ano. Eu te prometo e profetizo pequeno Profeta...

E que venha 2012 e que venha cheio de surpresas e realizações.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Jóia Nua



Sinto falta das nossas conversas, sinto falta de você...
Como queria poder voltar atrás e começar tudo de novo
Ter você outra vez, viver...
Você me diz que eu me distancio, mas você se distancia...
Não sei o que fazer, parece até que minha tristeza te faz bem

Não há afeto e nem ao menos prazer
Ficar longe me faz tão mal, mas você não sente falta
Que fique com você as lembranças, se eu pudesse iria embora eu...
Portas cadê elas?
Vou dançar na minha tristeza...

Inconstância tua, perca de tempo...
Frieza... Minha vontade é te ter
Saltar em teus braços e te ter
Ser abraçada e querida por ti
Eu lamento ser sua jóia

Jóia nua, tua, sua ou como quiser
Mas você é a minha saída, aquilo que eu escolhi
Que os céus querem, não dá mais...
Esperar me tortura, mas espero
Amanhã será?

Quando pode ser nós...às vezes é melhor não pensar
É melhor deixar navegar
Quero crer, te pertencer
Será que não está claro?
Quero respirar você... Sensações... Você...

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Na Sua é Sempre Melhor




Noite e o convite para dormirmos abraçados
Envoltos por cumplicidade
Quando você me convida como dizer não?
A vontade de ter teu colo era maior que a razão

Teu olhar as vezes me preocupa...
Você me chama e durmo ao seu lado,
Carinhos, afagos,
Desejos...
Que foram contidos pela ternura, por Deus

Nossas conversas prazerosas, nossa sede de futuro
O sono que vem sem pressa,
Dormir abraçada contigo e me sentir segura
O melhor? É saber que também se sentiu seguro...

Sonhos bons, noite intensa e a madrugada falando por si
O proibido e aceitável... inexplicável
Velar teu sono...por instantes acreditar
Ser tua amiga, companhia...

Agora meu cheiro ficou na tua cama...
Ter tua roupa vestida em meu corpo,
Sentir calor quando tua pele toca a minha
Dormir tranquila por saber que você estava ao lado...
Sua mão entrelaçada na minha representava a boa noite

E ao amanhecer, perceber que seus olhos estavam em mim
E ouvir de teus lábios um doce bom dia
E a breve pergunta: como foi a noite?
Eu te respondo... Perfeita!

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Meu mais Doce Dezembro




“O carinho pela manhã sucederá a noite anterior
onde ocorreram os mais nobres afagos de amor
em um lugar repleto de sentimento e ternura
de saudade, afeto e doçura
configurando assim, um ambiente próximo a perfeição
onde ficará guardada toda essa emoção

Os detalhes tornaram-se grandes sensações:
aproximo-me de ti, sinto seu perfume
estrelas em seu olhar clareiam feito lume
seu sorriso é envolvente, seu jeito é atraente
a cor de suas unhas contemplam suas mãos
como acordes de piano, em universos sãos
seu cabelo expressa vaidade de menina mulher
aconchego, fantasia, de quem sabe o que quer
que sabe seduzir, sabe provocar
em seus lábios macios, fazem-me viajar
tortura minha imaginação
e dilacera minha inspiração

Conceder o tempo para o amor é vital
com meu mais doce dezembro: íntimo e especial
a paixão concatena, melodia extrema
nós dois, a sós, numa única cena
regado a um bom vinho, música, poesia e declaração
revigorado por cada pulsar do coração
deliciando-se de cada momento que irá se eternizar
se tiver sinceridade entre nós, na arte de amar

Dilua-se, reafirme-se
para Dezembro não durar apenas um mês
mas para o sentimento ressurgir toda vez
na devoção de plenitude e envolvimento
tirando todo mal que há por dentro
firmando novo contexto, realidade
tonalidade de desejo, minha preciosidade.”

(C. Eduardo™)

O Perdão está Concedido



E agora nossas mãos já estão distantes
Todos, ou a grande maioria, sempre me vinheram com meias palavras...
E na infeliz tentativa de me mostrar
O caminho menos perigoso, me jogaram em meios as curvas mais sinuosas

Nunca um só "bom samaritano" mostrara ou conseguira expressar
as barreiras que eu vivia a encontrar no percurso que me levaria ao final feliz...
Não nego que ainda preciso do seu colo
Que somente seu calor era meu descanso

Mas você complicou amor, assim como os demais
Amores que me atormentaram, e eu já não
Estou disposta a lhe conceder minha eternidade
O futuro que parecia nos sorrir virou fumaça.

By:Jahnnyne Lima a muito tempo atrás

domingo, 4 de dezembro de 2011

Caminhos



Sinto tantas saudades e a manhã veio com o teu cheiro...
Queria tanto você aqui e a sua proteção e seu cuidado
Você chega e meu mundo se transforma
Queria que você segurasse a minha mão nesse momento

Hoje é tudo tão difícil, lembrei de tudo
De nós
Dos nossos grandes momentos
Nem ao menos posso voltar atrás
Se pudesse, viveria tudo outra vez

Lembrei dos detalhes, teu rosto cortado
O relógio na parede marcando a hora que você deveria chegar
Da chuva...
Quando ao portão você disse que me amava

Eu nunca disse que te amava, me perdoa
Mas realmente não sentia amor, eu dependia de você
Não te merecia
Sabe, conheci alguém que pode mudar tudo

Queria sentar contigo e te contar
Ele é especial, hoje estou em um labirinto
É frio e dói muito, saudades de tantas vezes
Que chorei em seus braços...

Não consigo chorar como antes
Não vejo saída
Mas sei que essa pessoa que surgiu...
Poderá me esperar na saída

Se ele deixar vou amá-lo...
Mas espero que seja feliz, deveria ter te dito Eu te amo
Por tudo que significou pra mim
Fica bem...e eu espero também ficar bem,
Vou achar um caminho...

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Verdades inteiras




— Ela queria outra coisa.

— Que coisa?

— Nem ela sabia.

Repetia isso o dia inteiro: Quero outra coisa, eu quero encontrar outra coisa.



#Caio F.





São verdades assim que move o "submundo feminino".
Ocorreu um erro neste gadget