sábado, 25 de fevereiro de 2012

Metade






"Que a morte de tudo em que acredito
Não me tape os ouvidos e a boca
Porque metade de mim é o que eu grito
Mas a outra metade é silêncio."

Oswaldo Montenegro

Rimas Desencontradas


Deixei de lado todos os meus afazeres e vim te dizer
que meu coração já não aguenta segurar todo esse sentimento
Estico meus dedos pra poder te desenhar um sorriso,
pra te fazer feliz todos os dias

Te fazer feliz é a missão que eu tenho neste mundo...
Esta não é uma confissão aleatória que encontramos por ai em cada esquina,
É apenas uma alma que deseja entrelaçar-se com a tua...
É respirar teus pensamentos

É sentir teu abraço distante
É o beijo ainda não dado
Gostaria de embrulhar todos os acordes e te dar de presente,
Para que você pudesse ser a minha própria melodia

Eu sei que poderia falar tanta coisa aqui,
Mas guardarei para que sejam ditas quando puder te sentir,
Pequenas frases soltas eu te envio para que cada vogal
Se encaixe perfeitamente naquilo que eu quero te transmitir
Meu sangue corre tão forte que aquece minhas artérias...

Te sonho tão perto que quilometros parecem não existir
Que este texto desconfigurado exprima meus falatórios insignificantes...
E penso: "Do que adianta ser reconhecido por muitos se apenas quero ser conhecido por ti?"
É quando me deixas que te quero mais...
É quando se ausenta que te desenho no ar

É nestes olhos que quero me enxergar...
Onde a íris navega como se estivesse em um lago de águas cristalinas
É com estas simples palavras simples que te desejo agora aqui
E é com essa minha habilidade de não ter talento que eu digo que te preciso
Pra sair ileso desta saudade que me maltrata
Que essas minhas rimas desencontradas possam te encontrar...

Andreson Gamarra

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Religião




Nas batidas da canção a saudade entrou pela madrugada
Lembranças dos momentos mais íntimos...
Tudo diz não e minhas asas estão quebradas
Não tem mais nada que eu escute que venha me fazer tão mal

Estou lutando aos poucos
É tão difícil
Foram muitos detalhes
Não sei se devo acreditar no pouco que aconteceu

Não havia segredos entre nós
Sem querer percebo que as palavras vieram de encontro
E escuto mais sobre você...O que eu nem queria saber
Lembro do teu perfume e de detalhes tão nossos

Eu sei... Você pediu pra que eu não acreditasse em você,
Mas foi tudo tão intenso...
Foi mais do que eu
Era um jogo de mentiras e verdades onde não joguei
Mas tudo me fazia tão bem

Depois foi o mal que me consumiu
Eu não aguentaria dizer-te adeus
Tentei te dizer boas verdades, mas você não deu ouvidos
Agora caminho e não consigo entender

Você virou um fantasma no silêncio que eu vivo
Mas você me ajudou a curar as feridas
Tudo era tão incerto e você chegou e tudo mudou
Você foi minha benção, minha religião

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Deus te Proteja de Mim - Wando




Bom essa canção do Wando retrata bem essas coisas de quem ama, de quem deixa fluir do coração... Wando um amante genuíno tinha que ser homenageado por nós do porto dos amantes e essa canção é linda demais...

Deus te proteja pela onda de alegria que me invade todo dia
quando encontro com você
Deus te proteja pelo beijo de pecado, tão gostoso
e tão levado tão molhado de prazer
E toda vez que você cruza meu caminho eu esqueço que sozinho
eu nasci e vou morrer
No teu olhar eu vejo um mundo tão bonito tenho fé
e acredito e deixo o amor acontecer
Vem me seduzir, me confundir me agradar, você é louca
eu sou mais louco que você
Vem brincar de fogo me queimar e se queimar, queimando juntos
a gente pode se acender
Eu não vou deixar de amar por medo de sofrer
se você quer me dar quero receber
Vinho proibido de uma safra especial que me embriaga,
me alucina e não faz mal

Deus te proteja pela falta de respeito do meu corpo no teu leito
quando a gente faz amor
Deus te proteja por meu jeito atrevido que provoca teu gemido
mas de gosto que de dor
O teu vestido esconde a parte mais formosa, peço a Deus fêmea gostosa
que o amor guardou pra mim
Repete e fala essas loucuras sem sentido bem baixinho em meu ouvido
me dá mais que eu quero sim
Vem me seduzir, me confundir me agradar,
você é louca eu sou mais louco que você
Queimando juntos a gente pode se acender
Se você quer me dar eu quero receber
Vinho proibido de uma safra especial que me embriaga,
me alucina e não faz mal.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Sinto Falta de Você




Madrugada e eu a lembrar das noites ao teu lado
Saudade que machuca e traz lembranças que eu queria esquecer
Lembro agora daquela noite onde estávamos a sós
E a chuva caia lá fora...

E os nossos corpos se entregavam aos desejos
A entrega perfeita, mas que ao mesmo tempo se tornava errado
Como controlar tamanhos impulsos...
Depois da entrega a chuva a continuar...

Meus pés na janela seus olhos em mim
E as músicas falavam por si
Nossos corpos encaixados na hora de dormir
E as palavras e risadas que completavam o momento...

A madrugada de confissões e carinho
Paixão essa que não podia se entender
Depois dormir ao teu lado e esperar o dia amanhecer

Lembranças que não podem ser apagadas
E tudo se tornou ilusão, mas teu corpo respondia ao meu
As palavras foram ditas, as atitudes disseram que sim
Mas dissemos não e somos separados pelo veneno da desilusão

Não posso deixar que meu corpo te queira outra vez
E nem que meus pensamentos venham a te buscar
Os meus sonhos não podem mais ter você
E essa saudade tem que passar...

Momentos que foram especiais pra mim
Que talvez causaram ódio em você
Queria muito que tivesse sido diferente
Que pena que a indiferença é agora a canção
E espero que tudo passe e que haja paz...
Sinto falta de você...

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Fonte de Desejo Meu



"O prazer de uma companhia agradável
terás o valor impagável
distante dessa hipocrisia e futilidade
que trazem infelicidade
mas que farão a minha estrela interior
brilhar mais forte, sem trauma e sem dor

Coração: fonte de desejo meu
deixa de ser duro e recuperas o que perdeu
noites de devaneios
sinceros e sem receios
fincado em sons de amor, e poesia até tarde
delírios, esperança, meu sonho sem maldade

Aquela ternura que existia de outrora, irá voltar
não sei quando ela se foi, mas ela irá voltar...
pra que toda forma de sentimento possa se eternizar
o drama reservado a melodia e a harmonia
trará lábios generosos em autarquia
considerações finais em bom humor, que irradia
e meiguice sincera em pele macia

Entrelaçamos pernas e braços
numa singela dança, de simples compassos
num cruzamento perfeito de nossos olhares
cercado de todos os ares
de toda a satisfação e sintonia
na vaidade que me possuía...
e desejo novamente
em tua boca ficar
me perder em teu carinho
e pra sempre te amar”.

(Kadu Oliveira™)
Ocorreu um erro neste gadget