quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Frases, Delírios e Aspirações






Se minha sensibilidade deixar-me influenciar

Pelos acordes de um piano ou de um violão

E neste instante, respirar fundo

E sentir uma ternura no ar...

Este serei eu...

No meu momento bobão, se desfazendo

De todo e qualquer fragmento de dor

E por um instante vislumbrar novamente o que é amor

No abraço em meu sobrinho, no afago de um doce carinho

No calor que a mão humana traz

A vida se refaz...!

Sublime é... Um sorriso só nosso, que envolve e dilacera

Revigora a atmosfera

E dilui em palavras sinceras...

Transformando-me em um ser repleto de sentimentos

Que outrora estavam soltos, ou guardados, quem sabe

Num lugar especial, pra consolidar meu lado delicado

De paixão, pra sentir-me realizado

Volta, e finque-se aqui... E renove-me a cada amanhecer

Serei teu devoto, complementando singela emoção

Se assim puder crer”.

(Kadu Oliveira™)

Não Vejo a Hora


Vejo a chuva cair lá fora e a sensação de que coisas novas vão surgir
Te sinto tão longe, mas com a esperança
de que tudo vai passar e vou te ter por perto
Os problemas fazem com que eu te desconheça
E tento lembrar dos primeiros dias...
Sei que também espera que tudo se resolva e temo pelo tempo...

Não vejo a hora de te dizer sim,
Não vejo a hora de te olhar nos olhos e sentir que tudo passou
Não vejo a hora de dormir ao teu lado
E quando acordar ver teus lindos olhos cheios de felicidade

Não vejo a hora de dividir os meus sonhos contigo
Não vejo a hora de ter teus abraços
Abraços de amor e de segurança
Abraços estes que me dê paz e esperança

Não vejo a hora de o tempo passar rápido
E que possamos viver nossa história
Muito além de qualquer muro
E que o nosso silêncio seja marcado
 pelos nossos singelos sorrisos de satisfação

Vou poder escrever nosso amor em muitas páginas
ao qual o tempo não poderá apagar
Não vejo a hora desse dia chegar...


Ocorreu um erro neste gadget